Como lidar com o diagnóstico de câncer de mama?

by Equipe Projeto Mama on 8 de fevereiro de 2013

in Sem categoria

pensamento pensando duvida incerteza mulher questionamento 1323438301971 956x500 Como lidar com o diagnóstico de câncer de mama?

A palavra câncer ainda causa pânico na maioria das pessoas, algumas nem mesmo conseguem pronunciá-la. De fato, é uma doença bastante delicada, que demanda cuidados físicos e emocionais – e também, de alto custo para hospitais, clínicas e pacientes.  Hoje iremos abordar a questão do diagnóstico de câncer de mama. Nem todos sabem, mas este câncer também atinge uma pequena parcela dos homens. No entanto, a maioria dos pacientes são mesmo mulheres, nas mais variadas faixas etárias.

Como podemos lidar de forma melhor com aquele momento no consultório ou na sala de exames que descobrimos o câncer de mama? Primeiro, extravase suas emoções. Chore, grite, sim, você tem direito. NÃO se culpe. Esqueça toda aquela conversa de que o câncer aparece em quem não sabe lidar com as emoções, essa afirmação não tem fundamento nenhum!

Algumas das maiores preocupações dos pacientes costumam ser a perda e/ou diminuição do cabelo e a possível perda do seio, que neste momento, muitas vezes parece iminente. Tenha calma e lembre-se: cabelo cresce. Pode demorar? Pode, mas… ele voltará ao normal ao final do tratamento, tenha certeza.

Quanto a perder o seio, nem sempre acontece. Dependendo do nódulo, é retirado um quadrante. A diferença entre os seios é quase invisível e, na verdade, praticamente só você e seu médico perceberão.  Cicatriz? Os médicos dispõem de muitas técnicas e recursos para garantir uma boa cicatrização, atenuar os sinais ao longo do tempo, e ainda eliminar aquele inchaço dos braços característico em pacientes mais antigos.

Se você precisar retirar uma mama, nem sempre a prótese de silicone é inserida na mesma cirurgia, embora seja possível dependendo do quadro e da opinião do cirurgião responsável. Caso não seja esse o seu caso, mantenha o foco, evidente que ninguém quer se ver assim, mesmo que seja por um período de dias, mas você é muito forte e é só parte do processo.

Não se renda, não olhe pros lados, não comente com muitas pessoas. Algumas vezes, elas irão fazer comentários inadequados por não estarem passando pela mesma situação, apesar de quererem ajudar. Alie-se com quem você ama, sua família, seus amigos mais próximos e seus médicos. O câncer tem cura, ele não é a doença que mais vitimiza as pessoas, ele não é sua culpa e ninguém sabe por que ele surge. Você só tem uma escolha, viver ou viver. Acredite, a vida vale à pena.

Post escrito por...

– who has written 31 posts on Blog do Projeto Mama.

Dr. Eduardo Gustavo Pires de Arruda (CRM 93.732) - Diretor Técnico Médico e Dr. Walter Koiti Matsumoto (CRM 112.144 / RQE 29.115) - Cirurgião Plástico

Entre em contato com o Projeto Mama

Leave a Comment

Previous post:

Next post: