Fiz cirurgia de câncer de mama e perdi o mamilo. E agora?

by Equipe Projeto Mama on 29 de maio de 2013

in Sem categoria

shutterstock 95518684 Fiz cirurgia de câncer de mama e perdi o mamilo. E agora?

Em alguns casos, os pacientes de câncer de mama, tanto homens quanto mulheres, podem perder a aréola e o mamilo ou parte deles na cirurgia. Ambos podem ser  reconstruídos com retalhos e enxertos de pele, técnicas que utilizam tecidos do corpo da própria paciente (http://www.projetomama.com.br/reconstrucao-mamaria/tecidos-autologos/). Mas uma nova técnica para complementar e refinar a reconstrução do complexo aréolo-mamilar vem ganhando força: a tatuagem.

Pensando nisso, alguns tatuadores desenvolveram técnicas de reconstituição para mamilos, aproveitando o conhecimento já adquirido em clareamento de cicatrizes por pigmentação. Técnica de cores, acabamento, sombreado, pigmentação falhada, etc., dão bastante naturalidade ao resultado final.

É possível refazer a aréola e o bico do seio. A cor é escolhida de acordo com o outro mamilo. O trabalho é minucioso e começa com uma medição para calcular o tamanho, a altura e a posição da aréola. A tatuagem costuma ser feita em algumas sessões, que podem variar conforme a sensibilidade da pessoa. Por ser um local naturalmente sensível, algumas mulheres afirmam sentir um leve formigamento.

A reconstituição é um trabalho diferenciado e, hoje em dia, representa uma verdadeira necessidade de mercado. Apesar de muitos médicos indicarem estúdios de tatuagem, o serviço é oferecido aqui mesmo no Projeto Mama (http://www.projetomama.com.br/contato/). A tatuagem é mais uma aliada para elevar a autoestima da paciente, fazendo com que a mulher perca a vergonha de ficar nua na frente de outras pessoas e aceite melhor as transformações em seu corpo.

Post escrito por...

– who has written 31 posts on Blog do Projeto Mama.

Dr. Eduardo Gustavo Pires de Arruda (CRM 93.732) - Diretor Técnico Médico e Dr. Walter Koiti Matsumoto (CRM 112.144 / RQE 29.115) - Cirurgião Plástico

Entre em contato com o Projeto Mama

Leave a Comment

Previous post:

Next post: