Próteses de silicone PIP – Orientações de Governos e Agências Reguladoras

by Equipe Projeto Mama on 8 de janeiro de 2012

in Cirurgia Plástica, Mamoplastia

Veja as orientações de diferentes governos e agências reguladoras a respeito da retirada preventiva ou não das próteses mamárias PIP (Poly Implant Prothèses):

Em resumo, França, Alemanha, República Tcheca e a ISAPS (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética), entre outros, recomendam que todas as pacientes que receberam as próteses da marca PIP troquem seus implantes preventivamente, ainda que isso não precise ser feito em caráter de urgência. Enquanto isso, no Reino Unido e no Brasil, segundo orientações de órgãos oficiais, a troca preventiva não é necessária e apenas estará indicada caso haja ruptura do implante.

Imediatamente, chama atenção a falta de consenso entre os governos e agências reguladoras de diferentes países.

Uma matéria do Estadão de 06/01/2012 resume assim a questão: “Os conselhos conflitantes de ambos os governos refletem a ampla falta de acordo internacional sobre a regulamentação de dispositivos médicos, como implantes mamários (…)”

Infelizmente, mais do que evidenciar a necessidade de um debate sobre o rigor dos métodos de regulamentação de cada país, isso apenas confunde as pacientes que possuem os implantes de silicone da PIP. Que orientações seriam as mais seguras? As Alemãs ou as Britânicas? Uma brasileira deve seguir apenas as recomendações de seu país?

Reiteramos a nossa opinião de que a paciente deve primeiro confirmar o nome da marca de seus implantes mamários. Em seguida, o melhor é discutir com o médico de sua confiança quais as vantagens e desvantagens de cada escolha: programar a troca preventiva das próteses PIP por outra marca ou realizar o seguimento com exames clínicos e de imagem e marcar a cirurgia para a troca dos implantes apenas em caso de ruptura dos mesmos. As diferentes orientações em cada país mostram que essa decisão não é exatamente simples e envolve uma série de cuidados.

Em breve, pretendemos abordar em um novo post os prós e contras de cada decisão.

Estamos acompanhando o desenrolar do caso e aguardamos novas informações que provavelmente serão divulgadas na mídia nas próximas semanas, como a apuração de responsabilidades legais, o conteúdo exato do gel de silicone da PIP e a mudança ou manutenção das recomendações de órgãos oficiais.

 

Você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o debate das próteses PIP?

Gostaria que algum outro tema sobre Câncer de Mama, Reconstrução Mamária ou Cirurgia Plástica fosse discutido?

Entre em contato conosco.

Revised on 13 de março de 2012

Post escrito por...

– who has written 31 posts on Blog do Projeto Mama.

Dr. Eduardo Gustavo Pires de Arruda (CRM 93.732) - Diretor Técnico Médico e Dr. Walter Koiti Matsumoto (CRM 112.144 / RQE 29.115) - Cirurgião Plástico

Entre em contato com o Projeto Mama

Previous post:

Next post: