Rua Helena, 280, Cj. 806,
Vila Olimpia - CEP 04552-050
São Paulo - SP
Ver Mapa

Acompanhe-nos

TELEFONE: (11) 3791 - 7702

Materiais Aloplásticos

Aloplástico pode ser definido como qualquer material inerte utilizado para inclusão no corpo humano. Na Cirurgia Plástica, o exemplo mais conhecido é a prótese de silicone. É cada vez mais frequente a apresentação ao mercado de novos materiais e dispositivos por empresas nacionais e estrangeiras. É papel do cirurgião plástico conhecer as novas tecnologias, submetê-las ao seu crivo profissional e decidir quais delas são realmente benéficas para serem incorporadas ao seu arsenal e oferecidas aos pacientes. Além das próteses, falaremos sobre expansores teciduais e próteses expansoras. Sempre que produtos de destaque surgirem na mídia, procuraremos comentar o posicionamento do Projeto Mama frente a eles em nosso site e blog.

1

Prótese de silicone: As próteses utilizadas na reconstrução são as mesmas utilizadas nas cirurgias estéticas para Mamoplastias de Aumento. Apresentam vários tamanhos, formatos e texturas. O silicone tornou-se um material consagrado nas cirurgias estética e reparadora, nas quais é utilizado há mais de 30 anos. As próteses de silicone modernas são constituídas por um núcleo de silicone coesivo recoberto por várias camadas de elastômero para que não haja extravasamento. Os estudos científicos ainda não permitem determinar o prazo de validade para as próteses atuais, de modo que ainda não existe consenso quanto ao período após o qual as próteses devam ser trocadas. O que deve ficar claro é que o silicone é um material seguro e, na maioria dos casos, a troca de próteses fica limitada às necessidades estéticas da mama no decorrer dos anos. Em Reconstrução Mamária, são usadas tanto as próteses redondas como as anatômicas (em forma de “gota”) e essa escolha deve ser discutida com cada paciente.

2

Expansores teciduais: São invólucros ocos de silicone e apresentam diversos tamanhos e formatos. Alguns expansores permitem dilatar uniformemente a mama, outros dilatam mais o pólo superior, enquanto alguns expandem principalmente o pólo inferior da mama. Após a mastectomia, os expansores são utilizados em mulheres que não apresentam tecidos suficientes (principalmente pele e subcutâneo) para acomodar uma prótese de silicone e que também não possuem sobras de tecidos em outros locais (veja a seção sobre Tecidos Autólogos) que poderiam ser transpostos para cobrir uma prótese ou fornecer volume adicional à mama reconstruída. Além disso, os expansores podem ser usados em casos de pacientes cujo estado clínico demanda uma cirurgia mais rápida para que não ocorram complicações anestésicas.

Após a cirurgia para colocação do expansor, a paciente retornará ao consultório a cada 4 a 7 dias para preenchimento do mesmo com solução fisiológica. O expansor Tecidual possui uma válvula que fica sob a pele e que permite a injeção de soro fisiológico em um procedimento muito simples. O período de expansão varia a cada caso e termina quando a mama atingir um volume acordado previamente entre cirurgião e paciente. Em seguida, no segundo tempo de reconstrução, o expansor é substituído por uma prótese de silicone ou por Tecidos Autólogos.

3

Prótese expansora: Apresenta características tanto dos expansores como da prótese de silicone. Aparenta ser uma prótese de silicone comum, mas apresenta um compartimento interno que pode ser preenchido com solução fisiológica como nos expansores. Em contraste com estes, seu compartimento interno é circundado por uma espessa camada de silicone coeso. Essa camada possibilita uma reconstrução com forma, textura e sensação tátil agradáveis, enquanto o compartimento interno permite ajustes finos de volume. Diferentemente do expansor, a prótese expansora foi desenvolvida para ser permanente (em teoria, não precisa ser trocada por uma prótese de silicone) e para reduzir uma etapa do processo de reconstrução, embora não possa ser utilizada em todas as pacientes. Cabe ao cirurgião plástico informar às suas pacientes se este material está indicado no caso delas ou não.